Quando e como se deve retirar as fraldas às crianças?

O desfralde é uma etapa normal na vida de qualquer criança. Nem sempre é muito fácil e pode até ser um pouco mais demorado nalguns casos, razão pela qual não se deve ter pressa. O truque é respeitar sempre o ritmo de cada criança.
Quando se começam a aproximar os dois anos, começa a surgir a vontade dos pais para retirar as fraldas aos seus filhos. Isso é muito notório, principalmente nesta altura do ano, em que o tempo está mais quente. No entanto, é importante perceber que o desfralde é um processo que se vai construindo e cada criança tem o seu ritmo.
A mais parte das crianças não tem maturidade neurológica para controlar os esfíncteres antes dos 2 anos de idade. Há, seguramente, algumas excepções, mas na maior parte dos casos é mesmo assim. No entanto, isso não invalida que se vá “trabalhando” esse aspecto mais cedo, pelo que é importante começar a pensar nisso por volta dos 18 meses de idade, aproximadamente.
A partir dessa altura deve-se começar a treinar a criança, sentando-a na sanita ou no bacio quando lhe trocam a fralda ou quando a colocam no banho, por exemplo. Se não quiser fazer nada deve-se respeitar e não se deve nunca forçar a permanecer sentada. No entanto, a ideia é que aos bocadinhos comece a ser capaz de fazer um pouco de “xixi” quando se senta. Se for assim, vai percebendo que é possível controlar e vai ela própria começar a pedir quando tiver vontade. Inicialmente vai indicar que fez as suas necessidades, posteriormente vai indicar que está a fazer e, por fim, indica que quer fazer. Este deve ser um processo gradual e que se vai estabelecendo ao longo de alguns meses, de forma progressiva e sem pressões.
Só quando a criança for capaz de corresponder é que se deve pensar em retirar mesmo a fralda. Por vezes é perto dos 2 anos, mas há muitos casos em que é benéfico aguardar mais alguns meses, até perto dos 2 anos e meio. O mais importante é mesmo não apressar, de forma a respeitar o ritmo da criança. Só assim se aumenta a probabilidade de sucesso e diminui os episódios de insucesso.
A preferência pelos meses mais quentes prende-se essencialmente com o facto das crianças urinarem menos nessa altura devido à maior transpiração e pelo facto de ser mais fácil lavar a roupa e o chão se houver algum “acidente”. No entanto, a fralda pode ser retirada em qualquer altura do ano, sem haver propriamente restrições.

Comentários